For the rebirth of the Fourth International! - Pelo renascimento da Quarta Internacional!

HomeLinksPortuguêsFrançaisEspañol PublicationsHistoric DocumentsContact

New Posts - Novos Posts  

   

  

  

  • Posted 8/20/14: Hoje, dia 20 de agosto de 2014, é o aniversário de 23 anos da tentativa de golpe perpetuada por parte da burocracia soviética, encabeçada pelo grupo que viria a ser chamado posteriormente de “Gangue dos Oito”, contra o então premierMikhail Gorbachev. Nós do Reagrupamento Revolucionário (RR) nos mantemos fiéis a posição que herdamos da, então revolucionária, Tendência Bolchevique Internacional (TBI), de apoio militar a esse movimento da burocracia. Enquanto bolcheviques-leninistas defensores das teorias formuladas por Leon Trótski, defendemos tal posição não por que temos qualquer ilusão nos parasitas estalinistas que orquestraram o fracassado golpe, mas por que uma questão de defesa da URSS e das suas formas de propriedade coletividade, que naquele momento estavam sobre ataque mortal das forças que desejavam restaurar o capitalismo e a ditadura da burguesia. Além disso, nós somos, enquanto trotskistas, pela derrubada da burocracia estalinista, mas o papel de derrubar essa corja é da classe operária e não da restauração capitalista.Tendo em vista a data, publicamos as seguintes traduções de textos da TBI que tratam sobre a agonia e a morte da URSS: Carta para o Grupo Internacionalista - Os stalinistas e a contrarrevolução (9 de setembro de 2004) e Revolução Mundial Sim, “Socialismo de Mercado” Não - Perestroika: Uma Caixa de Pandora (verão 1989) Também chamamos a atenção para a seguinte polêmica escrita pelo camarada Samuel Trachtenberg, militante do RR, direcionada à Liga pelo Partido Revolucionário (LRP): Uma Explicação Marxista sobre o Fim da URSS - As “Revisões de Teoria Básica” da Liga pelo Partido Revolucionário (LRP) (07 de julho de 2011)

  

  

 

 

  

  

  

  

  • Posted 2/28/14; É com alegria que comunicamos aos nossos leitores a publicação de três importantes documentos históricos, escritos entre 1952 e 1954 por Sam Ryan e apoiados por Denis Vern, militantes da filial de Los Angeles do SWP norte-americano. A “fração Vern-Ryan”, como ficaram conhecidos, foi a única voz a criticar, à época, a postura do Partido Obrero Revolucionario boliviano (POR) ante a Revolução Boliviana deflagrada a partir de abril de 1952, bem como a conivência com a mesma por parte dos órgãos dirigentes da Quarta Internacional – já então sob direção pablista. Tais documentos são de grande importância histórica na luta contra o revisionismo, ainda que possuam falhas e insuficiências. Sua tradução para o português foi realizada pelo Reagrupamento Revolucionário a partir da versão em inglês disponível na publicação da Liga pelo Partido Revolucionário (LRP/EUA), “Bolivia: The Revolution the ‘Fourth International’ Betrayed” (1987). Uma  Carta Sobre a Revolução Boliviana (junho de 1952), A Colaboração de Classes Ganha um Recruta (agosto de 1953) e Revolução Boliviana e Luta Contra o Revisionismo (outubro de 1954)  

  

  

 

  

  

  

  

  

  

 

  

 

  

  

 

  

  

  

  

  

 

 

  

  

  

  

 

  

  

  

  

  

  • Posted 3/8/13; Muitos de nossos leitores estão cientes da recente crise que abalou o Socialist Workers Party (SWP) britânico, associado ao falecido dirigente Tony Cliff. Além das alegações de estupro contra um membro de liderança do grupo e a subsequente cobertura burocrática de qualquer investigação consistente, também vieram à tona protestos dos membros de base a respeito da tradicional hostilidade do SWP ao feminismo. Em resposta a isso, a liderança da International Socialist Organization (ISO) dos Estados Unidos (que também tem raízes históricas no rompimento antissoviético de Tony Cliff com o movimento trotskista) decidiu, em um ato bastante transparente de pânico burocrático, renunciar a sua semelhante hostilidade prévia com relação ao feminismo por medo de que a crise atingisse sua própria organização. Diante desses fatos, nossa polêmica de março de 2009, sobre a oposição que muitas organizações que se consideram trotskistas fazem ao feminismo, merece renovada atenção. Por esse motivo, nós sugerimos aos nossos leitores esse artigo no Dia Internacional da Mulher de 2013. Sobre Feminismo e “Feminismo”

 

  • Posted 3/8/13; Many of our readers are aware of the recent crisis that has rocked the Socialist Workers Party in Britain. Along with allegations of rape against a member of the top leadership and the ensuing bureaucratic coverup, protests against the traditional SWP hostility towards feminism have also surfaced internally. In response, the leadership of the International Socialist Organization in the US, (also with historic roots in Tony Cliff's anti-Soviet split from the Trotskyist movement) in a rather transparent act of bureaucratic panic have chosen to renounce their similar previous hostility towards feminism out of fear of the crisis reaching their own organization. In light of this, our March 2009 polemic against the hostility of ostensibly Trotskyist groups coming from other traditions towards feminism titled  "On Feminism & 'Feminism'" has gained some timely relevance. We are therefore directing our readers attention to it on International Women's Day 2013.

  

  

 

 

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

 

  

  

  

  

  

  

 

 

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

      • Posted 3/28/12; Documentos en Español actualizado

  

  

 

 

  

  

  

  

  

  

  

  

      • Posted 1/30/12; Documentos en Español añadido

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

 

 

  

  

  

      • Posted 10/13/11;  Mayor Bloomberg has announced plans to evict the Occupy Wall Street protestors at Zucotti Park tommorow morning at 7 AM. A protest to oppose this has been called for at 6 AM on site. We are posting a statement put out by the Trotskyist movement in 1969 on the People's Park struggle in Berkely "The Working Class and the Park". While the issues posed in that struggle are not the same or as significant as today, we believe there are enough parallels to interest our readers. A more in-depth statement discussing the contemporary struggle will posted in the near future.

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

      • Posted 7/13/11; O presente documento apresenta as principais teses da tendência revisionista que se apoderou do controle do Coletivo Lenin. A TEORIA DA DECADÊNCIA E A CRISE DA TERCEIRA E DA QUARTA INTERNACIONAIS. A citação chave "Nos próximos capítulos, mostraremos que é impossível formular uma estratégia certa para a revolução mundial sem uma análise correta da decadência do capitalismo, e que essa estratégia é bem diferente da concepção leninista-trotskista de pequeno grupo que se torna, combatendo o reformismo das direções traidoras, um partido de quadros que mobiliza as massas através de reivindicações transitórias rumo ao poder. Ao mesmo tempo, veremos como a Quarta Internacional foi destruída não pelo revisionismo pablista, mas sim pela sua incapacidade de superar a herança da estratégia leninista e sua visão sobre a revolução mundial iminente."

  

 

  

  

  

  

  

  

  

  

  

 

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  • Posted 8/17/10; In the course of seeking to explain the Spartacist League's recent pro-imperialist line on Haiti, Jan Norden's Internationalist Group recently wrote “Take a look at what happened after the 11 September 2001 attack on the World Trade Center and Pentagon, which clearly shook up the SL and ICL. But having lost your political compass with the demise of the Soviet Union, the SL/ICL reacted by abandoning key elements of the Leninist-Trotskyist program toward imperialist war” (emphasis added) . This appears to be an implicit acknowlegement of the criticisms in our earlier polemic IG: Trotsky's Transitional Program or Robertson's "Political Compass"? Read our response on this and related questions in IG: Still Dancing Around the "Serious Explanation".

 

  

  

  

  

  

  

  

  

 

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  • Posted 5/22/09; For the benefit of any remaining (or future) potential internal critics of the IBT leadership, we are posting a link from www.archive.org to a downloadable (15MG) version of "Bureaucratic Centralism in the International Bolshevik Tendency", published by former Bay Area supporters of the IBT in the early 90's. While we are not endorsing their views or the group they briefly formed, the bulletin contains internal IBT documents. These documents chronicle the leaderships disloyal behind the scenes maneuvers which effectively destroyed the IBT's Bay Area local, setting many bad precedents for the future development of the group.  http://www.archive.org/download/BureaucraticCentralismInTheInternationalBolshevikTendency/Rileyville.pdf.PDF